Após decisão do TSE, Acorizal terá eleição suplementar no próximo dia 01 de agosto

Por BAIXADA NEWS em 10/06/2021 às 18:34:11

O município de Acorizal tem passado por dura instabilidade política e administrativa, após as eleições municipais de 2020, onde foi eleito o ex-prefeito Meraldo Sá, eleito com 48,61%, com mais de 2.500 votos no último mês de novembro de 2020, o prefeito eleito teve o seu registro de candidatura cassado no dia da diplomação, com base na Lei Complementar nº 135/2010 – LEI DA FICHA LIMPA.

A partir daí a instabilidade política e social se instalou no município, apoiadores do prefeito cassado afirma que a Justiça Eleitoral errou e deveria prevalecer a vontade dos eleitores, ao invés de cassar o registro de candidatura, deixando Meraldo no cargo de prefeito.

Em outra vertente é comum ver rodas de conversas por toda a cidade, onde eleitores que votaram em Meraldo Sá, afirmam estar descontentes e muito revoltados com o político, pois se sentem enganados e perderam seus votos, considerando que o mesmo já estava condenado por improbidade administrativa desde 2018, e não poderia ser candidato em hipótese alguma, assim Meraldo sabia que seria barrada pela Lei de Ficha Limpa, o próprio irmão dele Maldo Sá em vídeo publicou o que aconteceria mesmo antes da eleição de 2020, mesmo assim, cego pela ganancia e poder, Meraldo prosseguiu com seu audacioso projeto.

Todo esse imbróglio jurídico, pode resultar na determinação para Meraldo Sá, custear todas as despesas com as eleições suplementares, o que geraria milhões em despesas.

Desfeito todo esse imbróglio eleitoral com a aplicação da Lei de Ficha Limpa, a Justiça marcou as eleições suplementares para o dia 1º de agosto de 2021, em três municípios do estado: Acorizal, Torixoréu e Matupá, respeitando todas as medidas de biossegurança contra a pandemia do covid-19.

Os partidos políticos do município já se movimentam para lançar candidatos à disputa suplementar, o PSD em reuniões internas estuda lançar um candidato para a disputa, nomes como do candidato a vice-prefeito da chapa cassada senhor Diego Taques, do empresário e vereador Odil Júnior e do vereador Rodrigo Siqueira estão em discussão interna.

O DEMOCRATAS, que tem hoje o prefeito interino Benancy Lemes, figura como principal nome da sigla, porém nomes como do ex prefeito (2 mandatos) e atual vereador Natalino Piovesan e a vereadora Maria Auxiliadora como fortes opções também.

O PTB do Deputado Federal Emanuelzinho, que disputou as últimas eleições, discute internamente lançar um candidato, vários nomes estão em pauta, como o do presidente da Câmara Municipal vereador Donatinho, é um nome forte dentro do partido PTB Acorizal, carismático e com larga experiência do serviço púbico ao longo de 5 mandatos de vereador, o Empresário local, Mário Botelho do Distrito de Baús e o ex candidato a prefeito Dr. Hernandes, que é advogado e empresário na cidade podem estar na disputa da eleição suplementar.

O Partido Progressista – PP, tende a reeditar a chapa majoritária das eleições 2020, que teve encabeçando a chapa o empresário Maldo Sá, o partido se articula interna e externamente com outros partidos para viabilizar a candidatura.

Já o PV do ex candidato Ronny, se movimenta timidamente e ainda não se declarou publicamente que estará na disputa direta na eleição, aguardará a direção municipal e estadual para definir o caminho a seguir.

Dentre os imbróglios jurídicos, disputas e revoltas da população, o fato é que no dia 1º de agosto, será realizada a eleição suplementar, e que nos resta saber, se a população se deixará se enganar novamente, ou escolherá um futuro promissor, tentando fugir das mazelas dos políticos profissionais.


Fonte: Baixada News

Comunicar erro

Comentários